Uncategorized

A História de Silves em Banda Desenhada é apresentada pelo autor José Garcês

Social Buttons BEGIN Social Buttons END

“A História de Silves em Banda Desenhada” será oficialmente apresentada no próximo sábado, 10 de Dezembro, às 15h00, em cerimónia a decorrer nos Paços do Concelho, em Silves. Estarão presentes Pedro Mota, presidente do Clube Português de Banda Desenhada, o autor do livro, José Garcês, reconhecido ilustrador e pintor, e ainda a presidente da Câmara Rosa Palma.

Nesta publicação, é contada a História de Silves desde a sua génese até à atualidade, com um enfoque para a época moderna, terminando com a lenda das amendoeiras.

Merecem, ainda, destaque neste livro a indústria corticeira – pela sua importância na história de Silves – assim como algumas das figuras notáveis do concelho dos séculos XIX e XX, como Maria Keil, Francisco Vieira, Gregório Mascarenhas, Bernardo Marques, entre outras.

De acordo com a presidente da Câmara Rosa Palma, a publicação desta obra por parte da autarquia é “um contributo muito importante para o enriquecimento da divulgação da História da cidade de Silves e do seu território”.

A cerimónia terminará com uma visita à exposição alusiva, patente no Museu Municipal de Arqueologia de Silves.

O lançamento deste livro, encomendado pela Câmara de Silves a José Garcês, «integra as políticas da cultura, turismo e educação prosseguidas pelo executivo municipal permanente, liderado por Rosa Palma, visando a promoção e divulgação da História da cidade de Silves, nomeadamente o seu património cultural, enquanto ativo diretamente associado à divulgação do concelho de Silves, incrementando o interesse cultural e turístico na visitação e consequente desenvolvimento local/regional».

A “História de Silves em Banda Desenhada” conta a história de um território com ocupação humana muito antiga e rica de factos e episódios, que remonta à Idade do Ferro, e por onde passaram gregos, fenícios, cartagineses, romanos e muçulmanos. Dá a conhecer importantes figuras da cultura e do desporto locais bem como nos encanta com a célebre “Lenda das Amendoeiras em Flor”.

José dos Santos Garcês é ilustrador e Pintor. Diplomou-se em desenho e artes gráficas (1946) pela Escola de Artes Decorativas António Arroio, em Lisboa.

Nesse ano, inicia a carreira de autor de Banda Desenhada (BD) entrando para a equipa do jornal “O Mosquito”. A partir de 1946, colabora em mais de uma dezena de publicações dedicadas a crianças e adolescentes, editadas em Portugal.

Desenha para várias editoras escolares, em livros de História, Geografia, Ciências, Português e Matemática, para os diferentes graus de ensino.

Foi colaborador do jornal “O Século”, onde participou com desenhos para vários concursos e iniciativas. Participa numa monografia das Forças Armadas Portuguesas, com desenhos de uniformes militares, publicado pelo Ministério da Defesa em 1960.

Desenha para várias entidades como a Liga de Proteção da Natureza, CTT, Sociedade Nacional de Fósforos, “Revista de Turismo” e TAP.

Durante a década de 80, foi presidente do Clube Português de Banda Desenhada, participando em colóquios e palestras em escolas do país e ministrando cursos da sua área para alunos e professores.

Recebeu o Prémio do Centro Nacional da Cultura/Ministério da Juventude (1988). Convidado de Honra do Festival de BD de Lucca, Itália (1990), onde apresenta uma exposição sobre a História de Portugal. Medalha de Ouro de Mérito e Dedicação na área da BD concedida pelo Município da Amadora (1991).

Homenageado em Viseu, em 2015, pelo Grupo de Intervenção Cultural e Artística de Viseu (GICAV).

Em Março passado, foi homenageado pelo Clube Português de Banda Desenhada (70 anos de carreira) e em Outubro recebeu o Prémio Dra. Maria Raquel Ribeiro, pela carreira ativa após os 80 anos (Associação Portuguesa de Psicogerentologia).

É autor de construções de armar em cartolina, de onde se destacam o “Mosteiro da Batalha”, “Mosteiro dos Jerónimos”, “Torre de Belém” e “Catedral da Guarda”.

Source: «A História de Silves em Banda Desenhada» é apresentada sábado com a presença do autor José Garcês | Sul Informação

Opinião

Dezembro, 2020

X