A nova revista «Confluências»

Com a imagem estilizada da ribeira de Odeleite e a menção mística à forma de dragão, quando vista do espaço em conjunto com a barragem, saiu já ao público o número zero das revista cultural «Confluências», editada pela associação Narrativa Secular.

Com a imagem estilizada da ribeira de Odeleite na capa e menção mística à forma de dragão, quando vista do espaço em conjunto com a barragem, saiu já ao público o número zero das revista cultural «Confluências», editada pela associação Narrativa Secular.

O acto de apresentação ocorreu na Casa de Odeleite, com a presença de muitos e conhecidos poetas da tertúlia «Poetas do Guadiana» e outros de localidades fronteiriças espanholas.

Maria Felicidade Viegas, em acto de leitura

Para além de noticiário cultural, a revista conta com os poemas «Desisto da Primeira Viagem» de Célia Segura, Despertar da primavera», de Maria das Felicidade Viegas, «A vida» e «Adeus», de Margarida Santos, um microrelato humorístico, «En un hotel», de António Cabrita.

Assinam artigos de opimião Francisco Lopes, Bruno Correia, António Gomes Lares, Elisabete Guerreiro Isabel, Ramon Llanes, Lucinda Martelo e Francisco Amaral.

Clara Correia entrevista o escultor Carlos Correia e Angela Mascarenhas assina em História(s) do Fado, um extenso artigo sobre Amália Rodrigues.

Pedro Tavares assinala a passagem por Castro Marim de Gi Thung, um dos maiores nomes vivos da poesia mundiale e João Pereira convidou a «Mito Algarvio», Associação de Acordeonistas do Algarve.

Na ficha técnica deste primeiro número propriedade da Narrativa Secular, assinala-se que a composição foi feita por Ângela Mascarenhas, a foto da contracapa é de Helder Oliveira e a produção gráfica da Editora Guadiana.

About the author

novodmin