Algarve Notícias Sociedade

Algarve tem a maior taxa de participações de violência doméstica de Portugal continental | Sul Informação

Social Buttons BEGIN
Social Buttons END O Algarve é a região de Portugal Continental com maior taxa de incidência de participações de violência doméstica por mil habitantes, de acordo com o documento “Violência doméstica – 2015, Relatório Anual de Monitorização”, da responsabilidade do Ministério da Administração Interna, publicado há poucos dias, a 29 de Dezembro.A taxa de incidência no Algarve é de 2,99 por mil, sendo que a média, no continente, se cifra nos 2,52 por mil. Se se incluir a Madeira e os Açores, a região algarvia “cai” para o terceiro posto, uma vez que, no arquipélago açoriano, a taxa de incidência é de 3,92 e na Madeira de 4,09.

Os números absolutos também são impressionantes, na região algarvia. É que em 2015, foram feitas, só no distrito de Faro, 1322 participações às autoridades por violência doméstica, que correspondem a 4,9% do total nacional.

Destas, 792 queixas foram apresentadas à GNR e 530 à PSP. Em relação a 2014, o número de participações subiu 0,7% na região.

Lisboa (5903), Porto (4781), Setúbal (2284), Aveiro (1766) e Braga (1729) são os distritos com maior número de queixas registadas. Em sexto lugar, surge Faro, e, no último, encontra-se Beja com apenas 246 participações de violência doméstica ao longo de todo o ano de 2015. Mas Beja é também dos distritos menos populosos do país, sendo que, em permilagem (taxa de participações por 1000 habitantes) foi dos que mais cresceu a nível nacional.

Em todo o país, em 2015, foram registadas pelas Forças de Segurança 26815 participações de violência doméstica, 11544 pela GNR (43,1%) e 15271 (56,9%) pela PSP, o que correspondeu a um decréscimo face a 2014 (-1,8%; -502 participações).

De acordo com o mesmo relatório, as vítimas de violência doméstica são geralmente do sexo feminino (85%), casadas ou em união de facto (46%), com uma idade média de 41 anos e sem dependência económica do agressor. Estes números indicam, assim, que 15% das vítimas de violência doméstica são homens, fenómeno cuja visibilidade tem vindo a aumentar.

O número de detenções efetuadas pelas Forças de Segurança, «no âmbito de situações de violência doméstica, tem vindo a aumentar ao longo dos últimos seis anos: em 2015 foram efetuadas 750 detenções, o que corresponde a um aumento de 21% face ao ano anterior e mais do triplo das detenções efetuadas em 2009», acrescenta o documento do MAI.

 

Número de participações aumentou no Algarve no primeiro semestre de 2016

Os dados completos de 2016 ainda não são conhecidos, mas o Ministério da Administração Interna revelou números sobre o primeiro semestre, indicando que o número de participações aumentou 5% no Algarve.

Entre Janeiro e Junho de 2016, foram feitas 672 participações de violência doméstica no Algarve, sendo que, no período homólogo de 2015, tinham sido feitas 640.

O aumento de 5% é o quarto maior a nível nacional, atrás de Beja (20,8%), Lisboa (7,5%) e Braga (6,1%).

.

Source: Algarve tem a maior taxa de participações de violência doméstica de Portugal continental | Sul Informação

A dama da Luz

Últimas

RTP

pub.

Evento

COVID-19 |Sites de Apoio

Linha SNS24 – Serviço online do SNS
SNS - Área do Cidadão do Portal SNS
Direção-Geral da Saúde – Atualiação permanente das últimas informações oficiais
Organização Mundial da SaúdeRelatórios de acompanhamento ao Covid-19
ECDC - Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças

Windy – Tempo na Foz do Guadiana

Visite

lugar-ao-sul
O que leva um conjunto de pessoas de geografias diferentes a encontrarem-se no espaço que a não tem – a web – para escreverem sobre os mais variados temas tendo apenas como farol uma posição cardeal: o Sul?
Agosto 2020
STQQSSD
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
%d bloggers like this:

Ao continuar a utilizar este site, concorda com a política de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar