Intercept Brasil
Pandemia-2020

Coronavírus: o mercado clandestino de testes

De acordo com o The Intercept Brasil, há empresas que criaram naquele país um mercado ilegal, procurando o lucro através da venda ilegal de testes rápidos para o coronavírus.

A jornalista que fez a investigação, Nayara Felizardo, localizou pelo menos duas empresas, a Ubuntu, de São Paulo, e a Biolar, de Rondônia, que anunciam ofertas de testes irregularmente. Segundo ela, a Ubuntu ainda não tem registro da Anvisa para comercializar, mas já anunciou a pré-venda.

A Biolar fornece até para uso pessoal.  O problema é que, segundo a Anvisa, o autoteste para covid-19 é proibido, “não havendo espaço para oferta de produtos que possam ser utilizados pelo público leigo“.

Além de ilegal, a venda é preocupante porque a chance de erro no diagnóstico é muito alta. Mesmo nos produtos autorizados pela Anvisa, o Ministério da Saúde detectou uma chance de 75% de erro nos resultados negativos e 14% nos resultados positivos.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA →

A dama da Luz

Últimas

RTP

pub.

Evento

COVID-19 |Sites de Apoio

Linha SNS24 – Serviço online do SNS
SNS - Área do Cidadão do Portal SNS
Direção-Geral da Saúde – Atualiação permanente das últimas informações oficiais
Organização Mundial da SaúdeRelatórios de acompanhamento ao Covid-19
ECDC - Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças

Windy – Tempo na Foz do Guadiana

Visite

lugar-ao-sul
O que leva um conjunto de pessoas de geografias diferentes a encontrarem-se no espaço que a não tem – a web – para escreverem sobre os mais variados temas tendo apenas como farol uma posição cardeal: o Sul?
%d bloggers like this:

Ao continuar a utilizar este site, concorda com a política de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar