Advertisements

Dez anos depois, gare rodoviária sai do papel em Portimão

//Dez anos depois, gare rodoviária sai do papel em Portimão

Dez anos depois, gare rodoviária sai do papel em Portimão

.A construção de uma gare rodoviária em Portimão era uma aspiração da população há muitos anos. Em 2008, a autarquia chegou a anunciar que estava a ser feito um projeto, que deveria ser apresentado no ano seguinte. No entanto, já em 2004, o executivo liderado pelo socialista Manuel da Luz revelou que esse mesmo projeto tinha sido abandonado por já não corresponder às necessidades da cidade. O autarca assegurou, ainda assim, que a Câmara de Portimão estaria a estudar outra possibilidade. Porém, só no passado domingo é que a nova gare rodoviária foi apresentada à população, estando para breve o final das obras.Situada na Caldeira do Moinho, junto ao mercado de venda por grosso, nas proximidades da estação ferroviária, esta nova gare representou um investimento superior a 270 mil euros da autarquia.
Entretanto, a coligação “Servir+Portimão” (CDS-PP/PSD/MPT/PPM), liderada por José Pedro Caçorino, acusa o executivo socialista de “manobras eleitorais”, frisando que a gare rodoviária “não reúne os requisitos mínimos para servir condignamente os portimonenses, desde logo devido ao difícil acesso rodoviário desde a entrada de Portimão”…
(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 14 DE SETEMBRO)
NC|JA
  gare rodoviária, Portimão

Powered by WPeMatico

Advertisements
By |2017-09-15T09:18:01+00:00Setembro 15th, 2017|Imprensa Regional|Comentários fechados em Dez anos depois, gare rodoviária sai do papel em Portimão
%d bloggers like this: