Imprensa Regional

Dez anos depois, gare rodoviária sai do papel em Portimão

.A construção de uma gare rodoviária em Portimão era uma aspiração da população há muitos anos. Em 2008, a autarquia chegou a anunciar que estava a ser feito um projeto, que deveria ser apresentado no ano seguinte. No entanto, já em 2004, o executivo liderado pelo socialista Manuel da Luz revelou que esse mesmo projeto tinha sido abandonado por já não corresponder às necessidades da cidade. O autarca assegurou, ainda assim, que a Câmara de Portimão estaria a estudar outra possibilidade. Porém, só no passado domingo é que a nova gare rodoviária foi apresentada à população, estando para breve o final das obras.Situada na Caldeira do Moinho, junto ao mercado de venda por grosso, nas proximidades da estação ferroviária, esta nova gare representou um investimento superior a 270 mil euros da autarquia.
Entretanto, a coligação “Servir+Portimão” (CDS-PP/PSD/MPT/PPM), liderada por José Pedro Caçorino, acusa o executivo socialista de “manobras eleitorais”, frisando que a gare rodoviária “não reúne os requisitos mínimos para servir condignamente os portimonenses, desde logo devido ao difícil acesso rodoviário desde a entrada de Portimão”…
(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 14 DE SETEMBRO)
NC|JA
  gare rodoviária, Portimão

http://www.jornaldoalgarve.pt/dez-anos-depois-gare-rodoviaria-sai-do-papel-em-portimao/

Powered by WPeMatico

Advertisements

About the author

%d bloggers like this: