Grandes fortunas cresceram 164 mil milhões de euros este ano

AddThis Sharing Buttons above O ano de 2016 foi próspero para os donos das grandes fortunas. As mudanças políticas e económicas a nível mundial ditaram um aumento de 237 mil milhões de dólares (cerca de 164 mil milhões de euros) nos bens daqueles que sendo já milionários passaram a contar com mais uns largos milhões de capital financeiro.

Se o abrandamento da economia chinesa no início do ano fazia prever um ano pouco favorável a grandes investimentos, o anúncio da saída do Reino Unido da União Europeia e a eleição do candidato republicano Donald Trump para a Casa Branca viram reverter as previsões pouco otimistas para os mercados.

Segundo um relatório da Bloomberg, as maiores fortunas do planeta passaram de 3,9 biliões de dólares (2,7 bilhões de euros) no início do ano para os 4,4 biliões de dólares (3 bilhões de euros) registados no último mês do ano. Apesar disso, o aumento não foi linear. O valor mais alto foi atingido em setembro, com as fortunas multimilionárias a tocarem os 4,5 biliões de dólares (3,1 bilhões de euros), sendo que tanto o Brexit com a eleição de Trump vieram impulsionar o total monetário das contas dos mais ricos.

Apesar da volatilidade dos mercados, “este ano de 2016 acabou por ser um ano espetacular para os ativos de risco. Bastante notável dado o início do ano”, afirma Simon Smiles, chefe do departamento de investimentos da UBS Wealth Management.

A liderar a lista de milionários que mais lucraram em 2016 está Warren Buffett. O diretor executivo da empresa de investimentos Berkshire Hathaway somou 11,8 mil milhões de dólares (qualquer coisa como 8,2 mil milhões de euros) durante o ano.

Warren Buffett viu a sua companhia aérea e as suas participações bancárias ganharem peso à medida que a vitória de Donald Trump se tornava cada vez mais certa. Logo após a revelação dos dados oficiais das presidenciais norte-americanas de 8 de novembro, que viram dar vitória ao candidato republicano, a fortuna do multimilionário disparou 19% para os 74,1 mil milhões de dólares (51,5 mil milhões de euros), colocando Warren Buffett de volta à posição de segundo mais rico de todo o mundo.

Segue-se Bill Gates, que ocupa a segunda posição, com ganhos líquidos registados este ano de 9,8 mil milhões de dólares (6,8 mil milhões de euros). Ainda assim, o fundador da Microsoft mantém-se a pessoa mais rica do mundo com um património de 91,5 mil milhões de dólares (63,6 mil milhões de euros).

A fechar o pódio está Harold Hamm, que acrescentou 8,4 mil milhões de dólares (5,8 mil milhões de euros) à sua fortuna de 15,3 mil milhões (10,6 mil milhões de euros), que este ano foi fortemente impulsionada pelo preço do petróleo e a expectativa de aumento dos preços do crude após Donald Trump assumir funções na Casa Branca.

A lista continua com mais um norte-americano, Jezz Bezos (que soma 7,5 mil milhões de dólares – 5,2 mil milhões de euros) e só na quinta posição aparece um empresário europeu. Trata-se de Bernand Arnault, o empresário líder de vendas em artigos de luxo. Em 2016 somou ao seu património 7,1 mil milhões de dólares (4,9 mil milhões de euros), beneficiado por uma melhoria das vendas de bens de luxo no mercado chinês.

O relatório da Bloomberg diz ainda que em 2016 os setores que mais contribuíram para o aumento das fortunas a nível mundial foram o dos recursos energéticos, da tecnologia e da alimentação.

AddThis Sharing Buttons below
AddThis Recommended Content below
AddThis Settings Begin

Grandes fortunas cresceram 164 mil milhões de euros este ano.

Source: Grandes fortunas cresceram 164 mil milhões de euros este ano

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d bloggers like this:

Ao continuar a utilizar este site, concorda com a política de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar