Imagens

​Millennium BCP passa de prejuízos a lucros – Renascença

​Millennium BCP passa de prejuízos a lucros – Renascença

O BCP obteve lucros de 89,9 milhões de euros no primeiro semestre do ano, o que compara com os prejuízos de 197,1 milhões de euros registados no mesmo período de 2016.

Em conferência de imprensa, em Lisboa, o presidente do banco, Nuno Amado, considerou esta quinta-feira que o resultado líquido se deve à “melhoria continua do resultado ‘core’ [margem financeira mais comissões menos custos operacionais]”, que foi até Junho de 558,6 milhões de euros, mais 28% do que no primeiro semestre do ano passado.

Este resultado ‘core’ inclui as poupanças de 23,7 milhões de euros que o banco conseguiu no primeiro semestre em custos com pessoal, decorrente de um acordo feito com os sindicatos sobre a idade da reforma.

O banco destacou ainda a redução de NPE (non-performing exposures’, em inglês), que se pode explicar por crédito problemático) de 721 milhões de euros no primeiro semestre, sobretudo graças a vendas, com Nuno Amado a considerar que o objectivo de redução para o total do ano será ultrapassado. O banco quer chegar a final de 2017 com menos de 7,5 mil milhões de NPE e tinha 7,8 mil milhões a 30 de Junho.

Quanto aos resultados, a margem financeira foi de 678,5 milhões de euros entre nos primeiros meses do ano, mais 12,9% do que na variação homóloga, sendo que em Portugal aumentou 9% para 390,2 milhões.

Já as comissões bancárias subiram 1,1%, para 265,9 milhões, e as comissões relacionadas com mercados melhoraram 12,5%, para 64,4 milhões de euros no primeiro semestre 2017, face ao primeiro semestre de 2016.

Só na actividade em Portugal, as comissões desceram 1,9%, para 225,2 milhões.

Em termos de gastos, os custos operacionais desceram em termos homólogos 7%, para 450,2 milhões de euros, sendo que os custos com pessoal caíram ainda mais (11,8% para 241,5 milhões).

Olhando para o balanço, os recursos de clientes na actividade consolidada aumentaram 5,2%, para 66.070 milhões de euros, com aumento de 21% dos depósitos à ordem e queda de 8% dos depósitos a prazo.

Já em Portugal, os depósitos totais aumentaram uns ligeiros 0,9%, para 34.843 milhões de euros.

Do lado dos empréstimos, o crédito a clientes bruto caiu 2,4%, para 51.864 milhões de euros.

O banco destaca, contudo, o aumento de 20,1% na nova produção de crédito a particulares para 888,6 milhões até Junho.

Quanto a indicadores da qualidade de crédito, a proporção de crédito vencido há mais de 90 dias face ao crédito total era de 6,4% em final de Junho, melhor do que os 7,5% em 30 de Junho de 2016, e o rácio de cobertura do crédito vencido há mais de 90 dias por imparidades aumentou para 110,1%.

Já o crédito em risco face ao total era no final de Junho de 10,1%, também abaixo dos 11,9% de Junho de 2016.

Quanto a imparidades e provisões, foram constituídas no primeiro semestre 415,3 milhões de euros, menos 49% do que entre Janeiro e Junho de 2016.

Por fim, o banco fechou Junho com um rácio de solvabilidade CET1 de 13% com as regras do período de transição e de 11,3% com as regras totalmente implementadas, ambos acima dos que tinha em Junho de 2016.

Na apresentação de resultados, em Lisboa, o presidente do BCP, Nuno Amado, considerou que o banco está num “ano transitório, ainda difícil, complexo”, mas que os resultados demonstram que “estão alinhados nos objectivos” definidos para 2018.

Powered by WPeMatico

Últimas

Evento

AGORA PODE COMPRAR A EDIÇÃO EM PAPEL!

Em directo para o seu domicílio, transporte incluído

COVID-19 |Sites de Apoio

Linha SNS24 – Serviço online do SNS
SNS - Área do Cidadão do Portal SNS
Direção-Geral da Saúde – Atualiação permanente das últimas informações oficiais
Organização Mundial da SaúdeRelatórios de acompanhamento ao Covid-19
ECDC - Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças

Windy – Tempo na Foz do Guadiana

%d bloggers like this:

Ao continuar a utilizar este site, concorda com a política de cookies mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar