Novas cartas hidrográficas do rio Guadiana

José Azeredo Lopes, ministro da defesa de Portugal deslocou-se à cidade espanhola de Ayamonte para a apresentação das novas cartas hidrográficas do rio Guadiana. De Espanha esteve presente Margarita Robles, ministra da Defesa.

Estas cartas resultam de uma decisão tomada na sequência do acordo celebrado na última cimeira luso-espanhola, em 2017, em Vila Real, no norte do País, onde os dois estados concordaram que era necessário trabalhar em conjunto para realizarem trabalhos hidrográficos de relevo, quer quanto à foz do rio Minho, quer em relação à foz do rio Guadiana, segundo afirmou o ministro português aos jornalistas presentes no final da cerimónia.

Azeredo Lopes explicou que este primeiro trabalho no que diz respeito ao Guadiana permite unificar padrões, procedimentos e metodologias entre os Institutos Hidrográficos dos dois países, que tinham dados por vezes não coincidente e distintos, nas cartas que cada um produziu de forma autónoma, no passado.

“Nós, pelos vistos, tínhamos diferenças no plano hidrográfico, quanto à profundidade, à altimetria”, exemplificou o governante português,  apontando para o facto de estas diferenças terem deixado de existir, o que significa maior segurança na navegação, maior confiança no trabalho científico e técnico das partes, permitindo olhar agora para o próximo projecto, em falta, que é o do rio Minho”.

 

Source: Ministro da Defesa esteve em Ayamonte na apresentação das novas cartas hidrográficas do Guadiana – Jornal do Baixo Guadiana