Destaque

Vítimas das cheias sem indemnizações cinco meses depois

O prejuízo do temporal do passado dia 1 de novembro de 2015 atinge cerca de 20 milhões de euros. O comércio local e os moradores foram os mais afetados, mas continuam à espera dos subsídios e apoios prometidos (Foto: Adriana Filipa)

O prejuízo do temporal do passado dia 1 de novembro de 2015 atinge cerca de 20 milhões de euros. O comércio local e os moradores foram os mais afetados, mas continuam à espera dos subsídios e apoios prometidos (Foto: Adriana Filipa)

A ACRAL – Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve congratulou a disponibilização de uma linha de crédito de 7,5 milhões de euros para apoiar as empresas do comércio e turismo afetadas pelas cheias do passado dia 1 de novembro, em Albufeira.

No entanto, o presidente da associação, Álvaro Viegas, realça que “o pacote de 900 mil euros do fundo de emergência ainda não chegou às vítimas, como já deveria ter acontecido”…

(Notícia completa na última edição do JA – dia 24 de março)

NC/JA

Source: Jornal do algarve

Etiquetas

Opinião

Dezembro, 2020

X